<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8047882057411995768\x26blogName\x3dDepois+dos+Quinze.\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://depoisdosquinze.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://depoisdosquinze.blogspot.com/\x26vt\x3d-6378420169756237470', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Sentimentos
9 de fev de 2010 terça-feira, fevereiro 09, 2010

Será mesmo que eu posso chamar meus sentimentos de meus?

Sinceramente? Acho que não.
Eles perambulam pelo meu corpo, mas eu não os controlo, só os sinto. Não os entendo, e se quer saber, nem tento mais. Sentimentos agora são intrusos assumidos que habitam meu interior, intrusos quase bem vindos. As vezes eles estacionam em alguns lugares específicos. Por exemplo, no meu coração: Confesso que nunca ficam muito tempo por lá, pelo menos não o quanto e quando deveriam. Mas não reclamo, esse é o meu pits-top predileto, eu gosto de voar sem sair do chão. Outras vezes esses mesmos sentimentos se aventuram em áreas que até eu desconheço. Não vou ser hipócrita, não é ruim. Apenas, estranho. Desejar algo e esquecer de todo o resto as vezes é legal. Infelizmente como eu já disse, meus sentimentos são completamente nômades e indecisos e as vezes desaparecem. Nessa hora eu surto. Não acredito em nada, me arrependo de tudo. Mas isso não dura muito. Ele não sabe brincar de pique-esconde por muito tempo. Assim como eu, ele se cansa fácil e reaparece: De uma maneira diferente, em um lugar diferente.

Marcadores:



Novembro 2008
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010

Um pouco + sobre Txt inlove Txt Sentimentos Closet 5 coisas Moda Ougod De quinze em quinze Make up fotografia link Passendo pelo Flickr Meus Poemas Fikdik egocentrismo Famosos? Oscar Depoisdosquinze Tentando entender Textos dos outros Surtei Listen MeMe's

Para melhor visualização
desse BLOG utilize
o Google Chrome.

Loading