<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8047882057411995768\x26blogName\x3dDepois+dos+Quinze.\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://depoisdosquinze.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://depoisdosquinze.blogspot.com/\x26vt\x3d-6378420169756237470', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Pé na bunda.
21 de jan de 2010 quinta-feira, janeiro 21, 2010


Eu nunca fui de correr atrás de homem, pelo menos não descaradamente. É claro, já usei meu charme para conseguir o que queria, ou melhor, o que meu coração queria. Mas desde muito cedo eu aprendi que nesse caso, a persistência não é uma coisa boa. Principalmente quando promessas foram quebradas. O melhor acaba sempre sendo não insistir e esquecer, dói menos. Fazer com que o outro sinta a intensidade de um amor é um tanto quando impossível quando não se não existe mais amor em uma das partes - e isso sempre acontece . Apesar de tudo, tenho que confessar que as vezes ouvir um "eu não te amo mais" faz bem, não para o coração, porque no começo coitado, ele sofre. Mas sim para a mente. Só assim conseguimos perceber que não podemos amar alguém mais que nós mesmos. Isso porque eu ainda nem comentei sobre o fato de o fim de um relacionamento quase sempre significa uma reviravolta na nossa vida. Mudamos a maneira de ver as coisas, a cor do cabelo, reformamos nosso quarto, nos tornamos mais vaidosas e temos (por vingança ou não) a obrigação de sair sorrindo por aí! Por último, nunca se esqueça, o orgulho e o amor próprio em casos como esse, são prioridades.

" De todas as coisas que ele me deu, a melhor foi um pé na bunda. "

Marcadores: , ,



Novembro 2008
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010

Um pouco + sobre Txt inlove Txt Sentimentos Closet 5 coisas Moda Ougod De quinze em quinze Make up fotografia link Passendo pelo Flickr Meus Poemas Fikdik egocentrismo Famosos? Oscar Depoisdosquinze Tentando entender Textos dos outros Surtei Listen MeMe's

Para melhor visualização
desse BLOG utilize
o Google Chrome.

Loading