<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8047882057411995768\x26blogName\x3dDepois+dos+Quinze.\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://depoisdosquinze.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://depoisdosquinze.blogspot.com/\x26vt\x3d-6378420169756237470', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Bizarro triângulo amoroso
28 de set de 2009 segunda-feira, setembro 28, 2009

Bizarre Love Triangle (tradução) - Frente

'Toda vez que penso em você
Eu sinto passar por mim
Um raio de tristeza
Não é um problema meu
Mas é um problema que eu achei
Vivendo esta vida que não posso deixar para trás
Não faz sentido em me dizer
Que a sabedoria de um tolo não vai te libertar
Mas é assim que as coisas são
E é o que ninguém sabe
E a cada dia que passa minha confusão cresce
Toda vez que te vejo caindo
Eu fico de joelhos e rezo
Estou esperando pelo momento final
Quando você dirá as palavras que não posso dizer
Eu me sinto muito bem
Eu me sinto como nunca deveria me sentir
E quando eu fico assim
Eu simplesmente não sei o que dizer
Porque não podemos ser nós mesmos
Da mesma forma que fomos no passado
Eu não tenho certeza do que isso significa
Eu não acho que você é o que parece
E na verdade admito para mim mesmo
Que se eu machucar outra pessoa
Eu jamais verei
O que na verdade deveríamos ter sido
Toda vez que te vejo caindo
Eu fico de joelhos e rezo
Estou esperando pelo momento final
Quando você dirá as palavras que não posso dizer
Toda vez que te vejo caindo
Eu fico de joelhos e rezo
Estou esperando pelo momento final
Quando você dirá as palavras que não posso dizer'


Marcadores:



Novembro 2008
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010

Um pouco + sobre Txt inlove Txt Sentimentos Closet 5 coisas Moda Ougod De quinze em quinze Make up fotografia link Passendo pelo Flickr Meus Poemas Fikdik egocentrismo Famosos? Oscar Depoisdosquinze Tentando entender Textos dos outros Surtei Listen MeMe's

Para melhor visualização
desse BLOG utilize
o Google Chrome.

Loading