<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8047882057411995768\x26blogName\x3dDepois+dos+Quinze.\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://depoisdosquinze.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://depoisdosquinze.blogspot.com/\x26vt\x3d-6378420169756237470', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
18 de jun de 2009 quinta-feira, junho 18, 2009

Bem, eu nunca esquecerei a primeira vez que a ouvi, Esse lindo lábio dizer aquela louca palavra E eu não posso nem explicar o que ela trouxe para dentro de mim. Mas ela acobertou seus lábios e sua face ficou vermelha e ela apenas olhou com essa droga de meiguisse que eu não pude nem agir como se estivesse bravo É, eu vivo por pequenos momentos como esse. Bem, isso é como meu aniversário no ano passado ela perdeu a noção do tempo e queimou o café E cada detector de fumaça da casa apitou e ela estava prestes a chorar até eu a abraça-la e eu tentei não deixar ela me ver sorrir É...eu vivo por pequenos momentos como esse. Eu sei que ela não é perfeita mas ela tenta muito por mim E eu agradeço a Deus que ela nao seja perfeita porque isso seria muito chato São as pequenas imperfeissoes que de repente mudam os planos Quando ela interpreta mal as direções e nos perdemos, mas de mãos dadas É..eu vivo por pequenos momentos como esse. Quando ela está colocando-se no meu ombro no sofá no escuro E sobre o tempo que ela fica dormindo no meu braço direito E eu quero me mexer porque está doendo mas ela parece um anjo, que eu não quero acordá-la É...eu vivo por pequenos momentos como esses...
Quando ela rouba meu coração novamente e nem ao menos sabe disso...


Little moments



Novembro 2008
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010

Um pouco + sobre Txt inlove Txt Sentimentos Closet 5 coisas Moda Ougod De quinze em quinze Make up fotografia link Passendo pelo Flickr Meus Poemas Fikdik egocentrismo Famosos? Oscar Depoisdosquinze Tentando entender Textos dos outros Surtei Listen MeMe's

Para melhor visualização
desse BLOG utilize
o Google Chrome.

Loading