<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d8047882057411995768\x26blogName\x3dDepois+dos+Quinze.\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://depoisdosquinze.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://depoisdosquinze.blogspot.com/\x26vt\x3d-6378420169756237470', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
feche os seus olhos e fique,
1 de jun de 2009 segunda-feira, junho 01, 2009


.ele então susurrou em meu ouvido, feche os seus olhos e fique.
. não respondi, apenas disse adeus.
"eu sabia que estava deixando coisa demais para trás, mas era uma questão de seguir ou ficar, e eu sabia que se ficasse a monotonia subita tomaria conta de mim novamente, confesso que ainda lembro de coisas que ficaram guardadas em minha memoria, e talvez sinta um pouco de falta daquele aperto anguistiante que sentia toda vez que brigavamos. Eu tinha o poder de escolher o nosso destino, e eu escolhi ter o poder de decidir só o meu, talvez esse seja ainda o meu maior defeito. Não mudei muito, e só estou escrevendo para dizer, que eu não me esqueci de você. eu não vou voltar, e nem quero mais que você venha. é, eu ja quis isso. no começo era dificil, as lembranças eram bem mais fortes, e as saudades tambem, olhava para a porta todo momento. esperava que você viesse e disse- se. minha pequena, preciso ficar perto de você. por favor, não me negue isso. era tudo que eu precisava ouvir, mas a unica coisa que consegui ouvir, era o som mais pesado da minha musica alta. eu não mudei muito, apenas o meu cabelo esta maior, não gosto mais de tomar nescau em noites frias ah, e aquela de dormir sorrindo, não tenho mais. não fique triste, sei que você adorava acordar mais cedo só para ficar me espiando, é eu sempre soube disso. bom, agora não posso dizer mais muita coisa. talvez você nem tenha me preocurado, talvez nem saiba onde estou morando. talvez até seja melhor assim, escrevo de novo quando der saudade. não se preenda a essa carta, e nem a releeia. sei que você tem mania de fazer isso.
apenas se lembre do que fui pra você.
porque, eu jamais vou esquecer do que você foi pra mim.
beijos, viva bem, mesmo que seja longe de mim"


(br)



Novembro 2008
Março 2009
Abril 2009
Maio 2009
Junho 2009
Julho 2009
Agosto 2009
Setembro 2009
Outubro 2009
Novembro 2009
Dezembro 2009
Janeiro 2010
Fevereiro 2010
Março 2010
Abril 2010
Maio 2010

Um pouco + sobre Txt inlove Txt Sentimentos Closet 5 coisas Moda Ougod De quinze em quinze Make up fotografia link Passendo pelo Flickr Meus Poemas Fikdik egocentrismo Famosos? Oscar Depoisdosquinze Tentando entender Textos dos outros Surtei Listen MeMe's

Para melhor visualização
desse BLOG utilize
o Google Chrome.

Loading